FESTA FÁCIL!!!!

Recepção

O caráter da recepção deverá estar de acordo com o grau de formalidade dado à cerimônia religiosa - Informal, Semi-Formal ou Formal. Por exemplo: não seria correto servirmos um churrasco numa recepção para um casamento a rigor (noite).

Café
É evidentemente servido em cerimônias informais pela manhã. Poderá ser constituído de: leite, chocolate, café, suco de frutas, presunto, queijo, geléias, diversas qualidades de pães e biscoitos. Serviço de buffet

Coquetel
É constituído de várias espécies de salgadinhos. Poderá ser servido antecedendo o almoço ou jantar, num recinto íntimo, ou ainda no salão da própria igreja, como deferência especial aos convidados, durante os cumprimentos.

Almoço
Antecedido ou não de um coquetel, será servido em cerimônias semiformais, entre 11 e 14 horas. Assume uma conotação formal, em casos de casamentos de príncipes ou autoridades, pois estes acontecimentos tradicionalmente devem ser dimensionados para uma maior participação do povo no cortejo (por isso a escolha do horário). A escolha dos pratos dependerá do requinte que se queira dar a festa. Mas tenha como base: massas ou ovos, carne com batatas e arroz, saladas, sobremesas e frutas. Para esse tipo de almoço poderemos servir um único tipo de vinho tinto médio. Recomendamos reservar o churrasco para as festas de campo.

Coquetel com Pratos Quentes
Determinam-se horários para o início: das 19 às 20:00 hs. ou das 22 às 23 hs. Constitui-se de salgadinhos diversos e posteriormente é servido um prato quente, cuja escolha deverá atender ao fato de se comer sem faca, pois os convidados permanecem de pé.

Coquetel Buffet
Diferenciando-se pela maneira de servir o prato quente, pois este se apresenta sobre um buffet, equipado com réchaud, onde os convidados se servem à vontade, com a ajuda ou não de garçons. Esta modalidade é confundida com o jantar americano.

Jantar à Francesa
Os convidados estarão devidamente sentados ao redor de uma única mesa. Porém, hoje, quando a festa se estende a um número elevado de participantes e o espaço não nos permite acomodá-los desta maneira, poderemos optar pela acomodação em várias mesas. Reserva-se a principal para os noivos, o sacerdote se estiver presente, os membros das duas famílias procurando-se o entrelaçamento e observando-se as normas de precedência. Nesse esquema as mesas mais próximas à principal tem uma designação de lugares também seguindo o critério da precedência. Recomendamos que nessas mesas, quando possível, representando os anfitriões, se sentem membros de uma das duas famílias. Geralmente é servido entre 22 e 23 hs., obrigatoriamente precedido de um coquetel. Os garçons deverão estar devidamente uniformizados e ter obrigatoriamente as duas mãos calçadas com luvas brancas. Quanto ao cardápio, fica a escolha dos anfitriões, porém, pela ordem, deve conter: uma entrada (sopa ou creme), peixe ou crustáceo, um assado, sobremesa, queijo, frutas e/ou sorvete. Evidentemente cada prato com a sua guarnição. Atualmente para um número elevado de convidados poderemos simplificar os pratos e admitir o cancelamento do queijo e das frutas. É importante, também, a ordem das bebidas: vinho branco seco, vinho tinto (acompanhando respectivamente os pratos) e para a sobremesa, vinho branco doce ou vinho do porto, café ou licor. A água pode antecipadamente estar servida nos copos e reposta pelos garçons, constantemente. Salientamos que nunca deverão ser apresentados: duas qualidades de aves, ou repetições de pratos semelhantes, mesmo que diferenciado pela maneira de prepará-los.

Bebidas
Evidentemente não se admite o coquetel sem o serviço de bebidas. São várias as opções para a escolha, mas algumas advertências se fazem necessárias. Para os coquetéis servidos antes do almoço, recomendamos uísque, batidas caipirinhas, bitters, blood Mary, Manhattam, Martini, coquetéis de tomate e os long-drinks, como o gim-tônica. Para os coquetéis servidos antes do jantar ou à noite, recomendamos: uísque, bitters, blood Mary, Manhattam,Martini. Devemos sempre acrescentar os coquetéis de frutas e os de sabor doce como o Alexander, Martini doce e outros, devido à presença de senhoras. Atualmente, é comum servir o vinho branco seco como única bebida para um coquetel. Caso haja a opção para o vinho, ao menos, não deixe de incluir o uísque e alguns coquetéis. Deve-se servir também refrigerantes variados devido a presença de senhoras, jovens e crianças, e nunca esquecermos água, principalmente próximo ao final da festa.

Planejamento da festa infantil ou teen
A primeira etapa é planejar, concentre suas energias e criatividade para ver o que pode fazer, sente com seu filho e converse que tipo de festa deseja para seu aniversário. Verifique seu orçamento, faça a primeira prévia dos convidados e comece a pesquisar local, data, horário, tipos de temas de decoração, cardápio, animação... Caso não seja possível fazer o que seu filho deseja, faça algumas adaptações. Ter alguém para compartilhar e decidir sobre alguns produtos ajuda (avós, padrinhos, tios) Eles podem participar da organização juntos.
Reveja sua lista e leve em conta as possibilidades de irmãos, babás ou pais que poderão vir á festa.
É possível que 15% dos convidados não compareçam.

Deixe seu filho(a) participar das escolhas,
o ideal é que eles participem. Afinal,serão os homenageados. Escolhas: O tema da festa, a decoração do bolo, as brincadeiras, os tipos de brinquedos que eles e os amiguinhos gostam... Fazendo isso as crianças interagem mais e curtem tudo até o último minuto.
Certifique de que seu filho tenha uma boa noite de sono antes sa festa e o horário de preferência deve ocorrer nos momentos em que ele está descansado, de bom humor...
Lembre-se: Caso o seu Buffet infantil não disponha de tudo, peça que o mesmo apresente uma lista de profissionais que necessita para complementar sua festa ou consulte as revistas especializadas

Tipos de festas
Nos Finais de Semana
Geralmente concentram maior numero de convidados, pois quando a criança convidada tem irmãos, os mesmos provavelmente virão já que o pai ou mãe ou ambos irão trazer seus filhos.

Durante a Semana

O número de pessoas presentes na festa tende a ser menor. Geralmente os pais trabalham e então não comparecem, há casos em que uma só mãe de carona para 2 ou 3 amiguinhos, os irmãos tenham compromissos, muitos pais não vão e o numero acaba sendo menor.

Festa Direto da Escola
As festas na escola são as mais econômicas. Os pais da criança aniversariante devem organizar o transporte para o local da festa com total segurança, geram a necessidade de se oferecer o almoço ao invés de salgadinhos mas proporcionam uma festa mais econômica pois o número de convidados se restringe as crianças. Este tipo de festa é recomendado a partir dos 5 anos de idade. Caso a festa seja feita num Buffet Infantil, geralmente o custo é menor que em outros horários e a duração da festa também é menor.

Reservando a data no Buffet
É importante definir o local com pelo menos 3 meses de antecedência.Leve em consideração a idade de seu filho e dos amiguinhos e veja se o buffet tem condições de oferecer lazer adequado a todos. Nada de se impressionar com o que existe no local, muitas vezes as crianças não curtem os brinquedos em função da idade. A festa deve concentrar alegria e diversão para as crianças; tudo o que elas imaginam, é um dia muito legal e emocionante.

Cuidados na hora da contratação
Veja se o local tem boa estrutura, local de fácil acesso, de preferência próximo da escola ou região onde predomina os convidados e o aniversariante. Caso a festa aconteça direto da escola, esta preocupação pode ser menor, pois você terá que oferecer o transporte para o local. (Pode ser um trenzinho, Van...)
Se a festa for no condomínio verifique a disponibilidade de data do salão do prédio, se for em casa térrea, certamente terá muito mais trabalho pela frente, o que tornará a festa gratificante para quem organizou. As vantagens da festa em casa são a de tornar o evento exatamente do seu gosto, caso você não pretenda oferecer uma super estrutura o custo será menor, o horário da festa é mais flexível, mas gerará muito mais trabalho com a organização de tudo (antes, durante e depois).

Escolha o tema da festa
Tal qual o bolo, o tema é muito importante e deve estar relacionado com a idade do aniversariante. É necessário verificar se o personagem escolhido está disponível para a data.

Cardápio
A alimentação deve ser definida de acordo com o horário da festa.
Caso a festa seja feita em casa, Em primeiro lugar devemos considerar que a quantidade irá variar em função do horário e do público previsto.
Se a festa ocorrer no horário do almoço ou jantar, devem estar previstas 2 situações
Oferecer uma refeição, em geral, uma massa com opção de molho ou duas massas cada uma com um molho diferente e uma salada simples e também salgadinhos durante o resto da festa; Oferecer salgadinhos variados em quantidades maiores que o normal.
Se a festa ocorrer à tarde, ofereça salgadinhos variados.
Quantidades
Se a festa acontecer durante a semana, provavelmente o número de adultos será menor. Já no final de semana, deverão comparecer um maior número de adultos.
Festa a tarde: CRIANÇAS: 5 salgados, 2 docinhos e 4 copos pequenos de refrigerante
ADULTOS: 6 salgados, 4 docinhos, 5 copos pequenos de refrigerante.
Refeições
CRIANÇAS: 1 prato de massa, 4 salgados, 3 docinhos, 4 copos pequenos de refrigerante.
ADULTOS: 1,5 pratos de massa, 5 salgados, 3 docinhos, 5 copos pequenos de refrigerante
Quantidade de opções de salgados: 4 a 6 tipos.
Docinhos: 3 a 4 tipos.
Bebidas: 3 (2 refrigerantes e água)
Quando você contrato um serviço de buffet infantil, você apenas define o cardápio sem outras preocupações.
O bolo e os docinhos são itens de destaque da festa. Além de gostosos, devem ser bonitos e/ou criativos. Existem muitas mães que encomendam os docinhos modelados com os personagens do tema da festa. O bolo pode ser (falso ou maquete) feito com formato ou até com foto relacionada ao tema, seguido do bolo comestível, sendo que o consumo do bolo a média é de 100 gramas por convidado.

Animação e diversão
A diversão está diretamente ligada a idade dos convidados. Show de teatro, mágica, palhaços e/ou equipe de recreação farão jogos e brincadeiras, as brincadeiras devem ser levadas em conta a idade do aniversariante e com a média das idades dos convidados e se possível relacionadas a estória do tema da festa.
Se você optar por uma atração especial, verifique a possibilidade de relacionar a atração ao tema da festa.

Planejamento do roteiro da festa
Quase ninguém chega no horário fixado, salvo quando a festa é direto da escola.
A primeira fase segue-se com as brincadeiras se houverem monitores nos brinquedos( pula pula, piscina de bolinhas, cama elástica, infláveis, etc.). A segunda, seria á apresentação do shows de teatro e mágicas, ou qualquer outra atração contratada, apresentação de clips no telão, sessão de fotos, e na seqüência vem a etapa do Parabéns.
E finalmente a entrega das lembranças que é uma forma de agradecimento pela presença. A festa nos buffet tem duração média de 4 horas.

Mercado de buffets infantil
São paulo - capital entre outras capitais é o grande espelho para as demais metrópolis brasileiras e o interior paulista tambem se projeta, José do Rio Preto, Ribeirão Preto, apresentam excelente nivel na área de eventos infantis.
Uma boa empresa de Buffet infantil, oferece inúmeras opções de festas, com temas para todos os bolsos e gostos.
Uma boa pesquisada no mercado e você pode ter uma escolha acertada de fazer uma festa pra lá de legal para seus filhos.
Há alguns anos atrás fazer uma festa de aniversário exigia muito planejamento, organização e dinheiro para que nada saísse errado.
Quase tudo era feito pelas mães, da lembrancinha ao bolo, e a diversão ficava por conta dos palhaços ou teatrinho.
"salão de festas" os poucos que existiam custava uma fortuna.. Fazer o bolo e os docinhos, arrumar a mesa, encher os balões, providenciar as lembrancinhas, botar o som e trocar os Cds, entreter e servir os convidados, tirar fotos, filmar...
Se você esta sem pique para organizar um aniversário de seu filho e quer evitar todo esse estresse dos preparativos.
Faça o teste de fazer a festa de seu filho em um Buffet..

Vantagens de contratar um serviços de Buffet.
Não há maiores preocupações,você define o tipo básico de festa que deseja para seu filho(a), o faz a opção da festa completa, que vai do convite personalizado, decoração tematizada, animação e shows, variedades de brinquedos, sucos e refrigerantes favoritos e um cardápio com toque especial de paladar infantil.
Os buffets estruturados contam com uma série de brinquedos indicados por faixa etária: 5 anos Casinhas de bonecas, piscina de bolinhas, infláveis, pula pula, carrousel e os acima dessa idade: Boliche, Fliperamas, games, lan, snow board, Autoramas, monorail, paredes de escalada, mini quadra de futebol...
Além de não ter preocupação com a preparação você conta com segurança, serviços de qualidade, tranqüilidade e conforto para sua família e convidados. Os buffets têm ótimos planos e parcelamento que adapte em seu orçamento.

Cuidados importantes
Alguns cuidados são importantes e todas as duvidas devem ser sanadas:, Boa localização para seus convidados terem fácil acesso, Capacidade de convidados e área livre disponível , variedades de brinquedos, bom ambiente, qualidade da comida, funcionários eficientes, segurança
O buffet deve oferecer boas instalações, pergunte se é possível degustar os salgadinhos e docinhos, para que na hora da festa não haja surpresas.
Certifique sobre a quantidades de bebidas e alimentos que serão oferecidos e, tudo que foi combinado deve ser expresso em contrato por escrito e cumprido.
Atenção para os outros itens que são importantes: Decoração, filmagem, fotografias, Serviços de animação, passeios de trenzinho, etc.).
Caso o buffet não disponha da decoração que você escolheu e recreação como pula-pula e infláveis, pergunte se há restrição quanto à contratar um profissional para atender estes itens O buffet deve dispor de pontos de energia para equipe de filmagem e fotografia, e outro tipo de serviço que possa ser inserido na festa.
Não esqueça de definir o número de convidados e tenha em mente que sua lista pode aumentar até o dia da festa.

Você deve evitar
Locais com escadas, janelas baixas e brinquedos perigosos. Segurança de seu filho e dos convidados é um dos pontos principais.
Caso os amiguinhos não sejam da mesma faixa etária, peça para prepararem brincadeiras diferenciadas para cada grupo.
Pode acontecer durante a semana que muitas mães não queiram levar seus filhos para o outro lado da cidade onde está o buffet escolhido. Procure escolher buffet próximos à sua casa ou à escola das crianças. Ou defina um dia de fim de semana ou feriado.
Quando levar seus filhos nos aniversários, de uma checada geral no buffet: limpeza dos banheiros, tipos de serviços, animação das crianças, qualidade dos produtos...
Caso surja alguma dúvida, consulte suas amigas ou peça referências.
Depois de cotar a festa de seu filho (a) no seu buffet favorito. Faça as contas e veja o que é mais vantajoso. fazer a festa em casa ou no buffet. Se as diferenças forem pequenas, considere que você esta contratando um empresa especializada em festas que vai resolver todas as suas necessidades com eficiência, qualidade de serviços e produtos e principalmente conforto e segurança para toda sua família e convidados.

Lembrete: Caso o seu Buffet infantil não disponha de tudo, peça que o mesmo apresente uma lista de profissionais que necessita, ou consulte revistas, sites e até indicações.
No mais, divirta-se.

GLACÉ REAL....BRINCANDO E DECORANDO!!!

 

 

 

 

 

Glacê Real

- 500g de açúcar de confeiteiro peneirado
- 3 colheres (sopa) de pó de merengue
- 7 colheres (sopa) de água em temperatura ambiente 

Misture todos os ingredientes na batedeira e deixe bater por 4 minutos em velocidade média-baixa. Para evitar que seque. Mantenha o recipiente com o glacê coberto com um pano úmido ou em pote fechado

 

PASTA AMERICANA....DECORANDO BOLO COM ARTE!!!

 

Pasta Americana

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de gelatina incolor sem sabor
3 colheres (sopa) de água em temperatura ambiente
1 colher (sopa) de glucose
1 colher (sopa) de gordura hidrogenada
500 g de açúcar de confeiteiro impalpável
1 colher (sopa) de essência de sua preferência (opcional)
Corante em gel (opcional)

Preparo:

Coloque a água em uma vasilha, e vá pondo a gelatina aos poucos
como se fosse uma chuvinha.
Deixe hidratar por dois minutos.
Coloque a gordura, a glucose e a gelatina hidratada em uma panela e leve ao
banho-maria, sem deixar ferver até que se dissolva tudo.
Peneire o açúcar, ponha em uma bancada e acrescente a mistura e sove muito bem.
Se ficar mole demais acrescente mais um pouco de açúcar peneirado.
Depois de sovada, acrescente a essência de sua preferência.
Se colorir use corante em gel.
Guarde em saco plástico em geladeira por 30 dias.
Para usar retire com antecedência da geladeira, sove-a com 2 colheres (sopa) de água morna ou deixe em temperatura ambiente até que ela volte ao normal

No blog  loja-dos-bolos.blogspot.com, vosces encontram um passo a passo muito bom sobre como modelas e decorar com a pasta americana!!!!

CHOCOLATE....HUM...COMO TRABALHAR COM ELE!!!

O sucesso de qualquer trabalho depende de um certo conhecimento prévio. Com o chocolate não é diferente. Mesmo que sua produção seja doméstica, vale a pena seguir algumas regras. Veja quais são elas e garanta o sucesso de público e, se for o caso, de vendas!!!

Luvas, touca e avental É mais higiênico trabalhar com luvas descartáveis, que também evitam indesejáveis “impressões digitais” causadas pelo calor das mãos. Com os cabelos presos dentro da touca ou rede e o uso do avental, você evita qualquer tipo de contaminação e a conseqüente deterioração do produto.

Calor do ambiente O ideal é trabalhar em ambientes refrigerados por ar condicionado. Na impossibilidade de fazer esse investimento, não cozinhe enquanto está lidando com o chocolate. Além de aquecer o ambiente, vai enchê-lo de vapor. A melhor solução é trabalhar à noite, quando a temperatura é mais baixa.

Dê exclusividade ao chocolate Não faça outras coisas enquanto trabalha com o chocolate. Ele exige vigilância constante para não passar o tempo ideal de derretimento, secagem e endurecimento.

Temperagem É o nome técnico do processo de derretimento e resfriamento do chocolate nobre (inclusive o diet), antes dele ser empregado. O derretimento adequado é feito a 42°C. Em seguida é feito um resfriamento gradual, até ele ficar frio (29°C a28°C), para garantir a estabilidade do produto e a facilidade de manuseio. Use um termômetro culinário para fazer essa conferência.

Quando se deve fazer a temperagem Sempre que os produtos forem feitos com chocolate nobre e diet.

Chocolate nobre É aquele que contém alto percentual de manteiga de cacau em sua composição. É o único chocolate verdadeiro. Para garantir a facilidade de manuseio, brilho e uma textura que o faça derreter na boca, o chocolate deve passar pela temperagem antes do emprego.

Hidrogenados (cobertura) Os hidrogenados levam o título de cobertura. São aqueles onde a manteiga de cacau foi substituída por óleo extraído da soja e, portanto, não é considerado um chocolate nobre. Custa mais barato, é mais fácil de trabalhar, pois dispensa o resfriamento. Encontrado nas mesmas versões do chocolate nobre (ao leite, meio amargo, branco e colorido), é ideal para a decoração em geral. Geralmente é empregado em produções de grande escala, diminuindo os custos. Porém, a qualidade final fica comprometida quando comparada a chocolates nobres, pois ele é inferior em sabor e em textura. Ele é encontrado em barra ou pastilhas.

Fracionados (Cobertura) Como os hidrogenados, também são coberturas. A diferença entre eles é que os fracionados são feitos com gordura extraída de um coco denominado palmisde que, segundo o fabricante da Siber, acentua mais o sabor do chocolate e melhora a sua textura. De brilho acentuado, dispensa o choque térmico (temperagem).

Chocolate Dietético Também chamado diet, ele é formulado para atender a certos tipos de patologia como, por exemplo, o diabetes. O termo light é para alimentos que apresentam redução de, pelo menos, 25% do valor calórico total. Entre o chocolate normal e o diet, a diferença de calorias é muito pequena, apenas 16 kcal. Por isso, o chocolate diet não é adequado para regimes de emagrecimento mas sim para atender a quem não pode consumir açúcar refinado, como é o caso dos diabéticos.

Secagem do Chocolate Deve ser feita gradualmente, sempre em geladeira. Nunca use o freezer pois o shoque térmico que ele provoca faz a fôrma suar e essa umidade vai comprometer o produto.

Chocolate que sua É aquele que ficou mais tempo que o necessário dentro da geladeira. Depois de seco, ele ficará manchado.

Tempo de execução É aquele que se leva para produzir o produto. Nas matérias não levamos em conta o tempo de temperagem do chocolate.

Embalagem Antes de embalar os produtos, aguarde, no mínimo, oito horas. Mantenha-os sobre papel manteiga em lugar fresco, livres de luz, calor, umidade e odores.

Use etiqueta Através de etiquetas, informe peso, prazo de validade (a partir do dia da fabricação), tipo de recheio ou ingredientes usados nos produtos.

Chocolates Em barras de 1 kg, você vai encontrar o chocolate nobre, e as coberturas (hidrogenado e fracionado) nas versões branco, ao leite e meio amargo. O hidrogenado também apresenta na forma de gotas. Já o chocolate dietético é vendido em barras de 500 gramas.

Banho Maria A panela, própria para banho-maria, deve ser usada exclusivamente para derreter chocolate. Não tendo a panela específica e precisar improvisar, não permita que o recipiente interno entre em contato com a água.

Derretedeira elétrica A menor delas tem capacidade para 2 litros e,a maior, para 15 litros de chocolate. Acima disso elas são feitas sob encomenda. Algumas delas, como a de 7 litros, possuem divisões internas que permitem derreter simultaneamente dois tipos de chocolate. As cubas seguem o padrão culinário, de modo que elas possam ser substituídas de acordo com a necessidade. Como a temperatura ideal é mantida automaticamente, esta é a forma mais segura de derretimento. Ao parar a produção, o chocolate que sobrar não precisa ser retirado. Basta ligar a derretedeira quando for retomar o trabalho.

Fôrmas As mais comuns são as de PVC. Próprias para modelar ovos de Páscoa, bombons, pirulitos e muitos outros produtos, têm modelos e tamanhos variados.

Tigelas De vidro ou refratárias, elas serão utilizadas em vários tamanhos durante todo o trabalho.  

Grãos, cereais e frutas secas Nozes, avelãs, amêndoas, pistache, castanha do Pará, castanha de caju (triturados, inteiros ou em lascas), granola e sucrilhos serão empregados tanto na decoração como misturados ao chocolate para produzir os Crocantes.

Produtos Dietéticos O mercado oferece uma gama de produtos como adoçantes, chocolate em barra, em pó e granulado, de consumo permitido aos diabéticos.

 

"JANTAR FORMAL"

 

dicas para organizar um jantar formal

 

 

1- Qual a tolerância de atraso para servir o jantar?
Sirva o jantar no máximo uma hora depois do horário marcado com os convidados. É sinal de respeito com as pessoas pontuais.

2- Qual a ordem correta de posicionar os talheres na arrumação da mesa?
As facas ficam à direita com as lâminas voltadas para o prato, os garfos à esquerda com os dentes voltados para cima, na ordem de uso, de fora para dentro. Caso seja utilizada, a colher fica ao lado das facas, e os talheres de sobremesa ficam acima do prato.

 

3- Quando e como usar  talheres de peixe?

Se o seu faqueiro tem talher de peixe, o ideal é comer entradas com peixe, camarão ou outros frutos do mar com eles. Se a entrada e o prato principal levarem esses ingredientes, coloque na mesa dois pares de talher de peixe para não misturar os sabores. Caso não os tenha em quantidade suficiente, reserve-os para o prato principal e use garfo e faca tradicionais para a entrada. Para receitas em que o peixe aparece misturado a outros alimentos, como um risoto de salmão, o correto é usar talher de peixe, mas admite-se adotar garfo e faca comuns.

4- O talher de sobremesa deve estar na mesa?
Sim. A colher é usada para sobremesas mais líquidas, como musses e cremes. Já o garfo e a faca acompanham tortas e bolos. Eles devem ficar acima do prato, a concha da colher e a ponta da faca voltadas para a esquerda e o garfo no centro, com o tridente voltado para a direita.

5- Qual o lugar do guardanapo, antes e no fim da refeição?
As regras mais tradicionais pedem que o guardanapo fique à esquerda do prato, desde que a entrada não esteja servida ao se chegar à mesa. A única proibição é dentro de copos, pouco chique. Ao sair da mesa, deixe o guardanapo à direita, sem dobrar.

6- Quais os copos certos para servir bebidas à mesa?
Um jantar formal requer quatro copos do mesmo jogo para cada convidado. Próximo ao prato fica o de água (maior). O de champanhe (em formato de taça ou flûte) vem em seguida, ligeiramente deslocado para o centro da mesa. Alinhados com o copo de água ficam os copos de vinho tinto (médio) e o de vinho branco (menor).

 

7- Arranjos de flores e velas na mesa, sim ou não?

Um arranjo de flores e velas sempre dá um ar mais festivo a sua mesa, mas utilize flores não muito chamativas para não roubar a atenção, pois o astro da noite é a mesa e a comida, use-os apenas para dar um toque.

 

8- Qual o momento de acender as velas?
Acenda-as dois minutos antes de chamar os convidados à mesa. Mas preste atenção ao clima. Prefira enfeitar a mesa com velas nos dias frios. Vale lembrar: tenha cuidado com o tamanho dos castiçais, que podem interferir na conversação dos convidados. Eles devem ficar abaixo da altura dos olhos, ou numa posição estratégica que não cause incômodo aos convidados.

 

9- Havendo sopa, como deve ser servida?

A sopa, se houver, deve já estar servida quando os convidados se sentarem à mesa. O mesmo para a água. Um forro debaixo da toalha evita que escorregue; convém que seja da mesma cor, ou de cor semelhante

10- A entrada é servida em um prato normal ou menor?
Em geral, usa-se o prato menor para saladas, melão com presunto, casquinha de siri, etc. A exceção é para o carpaccio, que pede o prato do tamanho normal. A entrada pode estar ou não na mesa quando os convidados são chamados para a sala de jantar.

 

11- Qual a hora adequada de servir o champanhe?
O champanhe cai bem desde o aperitivo até a sobremesa .
Mas prefira o do tipo seco, que acompanha a maioria dos alimentos. Se preferir o do tipo doce, sirva somente na sobremesa.

12- Quais são os vinhos indicados para cada prato?
A tradição diz que os vinhos tintos combinam com massas, carnes e aves. O branco com peixes, frutos do mar e doces. Já os queijos são um capítulo à parte. Dependendo do tipo, existe um vinho mais adequado. Confie no seu bom senso e consulte o seu fornecedor, que poderá dar dicas valiosas.

13- Onde é servido o café?
Sirva o café na sala de visitas, e depois de meia hora ofereça licor ou conhaque aos seus convidados. Se a festa se prolongar, nada mais simpático do que um suco de frutas ácidas, refrescantes e digestivas.

Comemorações para depois do sim....

Comemorações para depois do sim...

 

No dia do casamento, quase tão emocionante quanto o cerimonial religioso é uma recepção alegre com a presença de todos familiares e amigos. Que noiva nunca sonhou com isto no grande dia?

Pensando nas leitoras que estão à beira do altar e ainda não decidiram de que forma irão comemorar o enlace, aqui vão algumas dicas.

A recepção não é item obrigatório no casamento, mas para aqueles casais que optaram por oferecer uma festa para seus convidados, é fundamental definir qual o estilo de celebração vão querer.

Existem opções para todos os horários, estilos e orçamentos. O mais importante é que neste dia tudo saia perfeito.

Vamos às opções!

Em casamentos realizados pela manhã, uma boa opção é um "brunch", uma mistura de café da manhã com almoço. Com um cardápio leve, costuma ser uma recepção rápida onde, tradicionalmente, são servidos salgadinhos, sucos, coquetéis, tortas doces e salgadas, vinho branco e refrigerantes. Este tipo de celebração é uma confraternização simples, além do custo bem menor do que as festas tradicionais.

Para cerimônias realizadas por volta das 11 horas, o recomendável é oferecer um almoço. O cardápio fica por conta do estilo de sua recepção. O mais usual é servir dois tipos de pratos principais (uma carne e uma ave ou peixe) e acompanhamentos que possam servir os dois. Um bufê de massas pode ser uma opção mais barata. Para a sobremesa, um único tipo de doce, além do bolo.

Se você optar por uma cerimônia mais íntima e informal, pode usar a criatividade e oferecer uma recepção temática, como um casamento tropical com mesa de frutas, ou uma cerimônia árabe com pratos típicos, por exemplo. Basta usar a imaginação e dar seu toque pessoal.

Os casamentos no final da tarde, realizados até às 18 horas, pedem uma recepção simples, sem jantar. Apenas o coquetel é o mais aconselhável. Pode ser servido um menu com canapés, salgadinhos, torta salgadas, coquetéis, refrigerantes e chope. Não ofereça vinho, pois pedirá um jantar. Uma outra opção é o bolo e champanhe. Esta é uma opção coringa que, além de chique, é também bem mais barata e pode ser oferecida a qualquer hora, desde que antes das 18 horas.

As cerimônias realizadas após as 19 horas pedem uma recepção um pouco mais sofisticada. Para casamentos nesse horário, você tem duas opções: coquetel com pratos quentes ou jantar.

O coquetel com pratos quentes é uma celebração mais íntima e informal, embora não deixe de ser uma forma completa de receber convidados. Como entrada, sirva coquetéis e salgadinhos diversos. Posteriormente, são servidos os pratos quentes. As sobremesas vêm por último.

Fique atenta na escolha do cardápio. É recomendável que não sejam servidos alimentos que precisem ser manuseados por dois talheres, pois seus convidados comerão em pé. Massas ou carnes desfiadas são as melhores opções para este tipo de recepção.

Se você tiver um número maior de convidados e preferir uma recepção mais tradicional, o mais indicado é o jantar. Normalmente, o cardápio é composto por uma entrada, massa, prato principal e sobremesa. Antes, porém, é oferecido um coquetel. Há várias formas de se servir o jantar. Conheça alguma delas.

Americano - Este é um modo bastante informal. Os convidados se servem e comem de pé. Podem-se usar lounges como opção para que o evento fique mais descontraído. Desta forma, montar sofás, pufes e poltronas pelo ambiente é uma opção charmosa. É necessário distribuir também pontos de apoio para que os convidados coloquem copos e pratos. Como no coquetel, recomenda-se que não se sirvam pratos que precisem de dois talheres.

Franco-americano - Os convidados sentam-se em mesas e levantam-se para se servir na estação. Ao contratar o bufê, é preciso verificar se este oferece uma estação para cada 70 convidados em média, assim não se formarão filas na hora em que os convidados forem se servir.

À inglesa - Um pouco mais formal, este serviço pede que os convidados sejam servidos nas mesas, pelos garçons, que trazem da cozinha os pratos já montados.

À francesa - Mais requintada entre todas as formas de servir, num jantar à francesa os convidados são servidos nas mesas pelos garçons, que montam os pratos nas próprias mesas, ou em aparadores próximos.

Para que sua festa seja perfeita, preste atenção:

# Doces finos e o bolo não podem faltar.
# Boa música é fundamental para animar a festa. Pode ser mecânica ou ao vivo.
# Uma bonita decoração sempre deixa o ambiente mais alegre e especial.
# Não deixe faltar bebida.
# Na hora de contratar os serviços para seu casamento, peça indicações, referências e cheque nos órgãos de defesa do consumidor. Tudo isso garantirá sua tranqüilidade na hora de celebrar o grande dia.

BOLO DE CASAMENTO

BOLO DE CASAMENTO

China O bolo de casamento tradicional chinês é colossal, uma criação de muitas camadas, conhecidas por Lapis Surabaya. As camadas representam a escalada de sucesso dos noivos. A noiva e o noivo cortam o bolo de baixo para cima, oferecendo as primeiras fatias aos avós e aos pais, sendo todas servidas pelos recém-casados.

Dinamarca O bolo cornucópia, é um bolo em forma de anel, feito de amêndoas, creme de pasteleiro e massapão. O exterior é decorado com um trabalhado de açúcar, e o centro é preenchido com fruta fresca, doces, e bolo de amêndoa. Para evitar a má-sorte, os recém casados cortam o bolo juntos; todos os convidados têm direito a uma fatia.

Inglaterra O bolo de casamento tradicional, é o tradicional bolo inglês, feito de passas, amêndoas, cerejas, e é coberto com doces especiais feitos de massapão. E em vez de guardarem só uma fatia para o próximo aniversário de casados, os britânicos guardam o topo do bolo, chamado o "christening cake”, até ao nascimento do primeiro filho.

França O bolo de casamento tradicional, é o famoso croquembouche, uma pirâmide de profiteroles recheados com creme, revestida com caramelo. Outra oferta popular são os múltiplos bolos esponja redondos, colocando o maior na base até o menor no topo. Neste caso podem existir até 10 camadas!

Itália Na Itália existem vários bolos de casamento, dependendo da região italiana, em alguns locais nem sequer existe bolo de casamento. Nas regiões onde se serve bolo de casamento, existem costumes variados, como servir mille-foglia, um bolo italiano feito de camadas de massa folhada, creme de pasteleiro, chocolate, creme de baunilha, e coberto com morangos.

COMO FAZER A ESCOLHA DO BUFFET APROPRIADO PARA UM CASAMENTO!!!

Brunch, coquetel ou jantar à francesa?
O que define o estilo da cerimônia é o horário. Se na Igreja noiva, madrinhas e convidadas devem adequar o modelito de acordo com o horário da celebração, a festa segue a mesma regra. Para cada horário, uma opção. A formalidade fica a critério do casal.

As opções para os tipos de festa são muitas: simples, com champanhe e salgadinhos, um jantar elegante, um charmoso almoço nos jardins de um hotel ou uma festança com muita música e badalação. Tudo vai depender do perfil do casal, mas se, por um lado, há estilos de recepção variados, uma coisa é unânime: o bolo de casamento não pode faltar.

Acertados horários, local de realização e número de convidados o próximo passo é definir o menu da festa. Decisão importantíssima e que também segue algumas regrinhas... A primeira delas: qual é o horário da cerimônia? Manhã, fim de tarde ou noite, os pratos servidos devem estar de acordo com o relógio.

Seja qual for o tipo de festa, a escolha de um bom serviço de profissionais, como buffets e banqueteiras, sempre oferecem uma ajuda extra no planejamento e organização da recepção.

Confira as nossas dicas para cada ocasião

À luz do dia
As cerimônias realizadas pela manhã são extremamente informais, descontraídas e joviais. O local escolhido pode ser desde um buffet que ofereça um espaço externo com jardins, salões de hotéis, espaços reservados em clubes, os jardins de sua residência ou de um sítio. Só não se esqueça de um fator crucial para o sucesso de sua festa: o tempo! Escolha, para festas ao ar livre, estações menos chuvosas e verifique a disponibilidade de locais fechados também, no caso de uma chuva ou uma tempestade de vento imprevisíveis.

A sugestão do menu para esse horário inclui uma recepção com um vasto café da manhã, com serviço americano em que os próprios convidados se servem, constituído de frutas, tortas, frios, pães e geléias, leite, chocolate, chás e sucos. Os horários podem variar das 9h às 11h e se estiver mais para a hora do almoço, um brunch, palavra em inglês que associa o café da manhã ao almoço, é a melhor opção. Nesse caso, também faz parte do menu saladas e frios e, para a tradição brasileira, vale até um prato quente também. Afinal, esse é um tipo de festa que pode começar de manhã e se estender até a tarde, em geral das 10h às 15h.

 Um almoço
Para esta ocasião ou quando a opção para a festa é o almoço, podem ser servidas duas opções de salada, uma verde e uma de frango defumado com nozes ou de kani, uva e manga. O prato quente deve levar em consideração o paladar dos convidados, por isso é sempre educado oferecer dois tipos de carne: a branca e a vermelha. Uma boa opção de carne branca é o Frango ao Molho de Maracujá e, para as carnes vermelhas, um Steak ao Molho de Tomates Secos e Champingon. Um Escalope de Filé Mingon também é uma boa pedida.

Os pratos devem ser servidos sempre com dois acompanhamentos - o Arroz de Amêndoas, que não dispensa o arroz branco tradicional, e uma Batata Souté. Para a sobremesa, mousses variadas. Estas são apenas sugestões´, costuma-se servir na sobremesa compotas de frutas e doces em calda bem típicos para festas no campo. E, é claro o bolo de casamento. Também não pode faltar uma mesa de café e licor com trufas e biscoitinhos. Servir o champanhe ou não pela manhã, fica a critério dos noivos.

Quando o sol se põe
Casamentos realizados à tarde pedem uma espécie de lanche como um coffee-break ou um brunch de verdade, sem o prato quente, mas com tortas salgadas, souflé, crepes e panquecas recheados. É aconselhável folheados e canapés para a ocasião. E o bolo e bombons para a sobremesa. Dependendo do horário, aconselha-se um coquetel com mesa de frios no caso de a recepção acontecer mais a tardinha.

Cerimônias realizadas após as 19h são mais requintadas e exigem mais formalidade e sofisticação. Entre as opções mais comuns estão a de servir um jantar precedido de um coquetel de entrada ou mesmo servir somente o coquetel com canapés e salgados quentes.

Se os noivos pediram a confirmação de presença, os lugares, no caso de um jantar à francesa, poderão estar demarcados para cada convidado, com uma recepcionista encaminhando-os às respectivas mesas. Tradicionalmente, o cardápio para este tipo de ocasião deverá conter pela ordem: uma entrada, um prato de peixe ou crustáceo, um sorbet, uma carne ou ave, sobremesa, frutas e finalmente o bolo e os doces do casamento. O vinho acompanha os pratos pela ordem: branco seco e tinto para os pratos e branco doce ou do porto para a sobremesa. A combinação entre os pratos e a escolha dos acompanhamentos podem ser sugeridos por um buffet.

Menos rigor
Esse tipo de jantar é extremamente requintado e formal e pode ser substituído, sem perder sofisticação, por um coquetel com pratos quentes que também é uma boa opção quando não há espaço suficiente para mesas e cadeiras para todos os convidados. Para receber os presentes, começa-se servindo coquetéis e salgadinhos diversos. Posteriormente é servido um prato quente trazido pelos garçons diretamente da copa. No caso de não haver mesas, os pratos devem ser escolhidos cuidadosamente para que possam ser saboreados sem o uso da faca. Outra opção, quando todos os convidados estão dispostos em mesas, está em servir o prato quente em serviço de buffet, em que os pratos quentes ficam sobre um aparador com rechaud, com garçons servindo os convidados que vão até esta mesa e servem à vontade.

À noite requer um menu mais leve. Rondelle ao Molho Bechamel e um Capelette ao Sugo são boas pedidas do buffet. Se a opção for uma carne, um Frango ao Molho de Aspargos com Batata Palha pode ser uma sugestão ,como  também um Fricasé de Frango que tem como sobremesas bombons finos e o tradicional bolo de casamento.

Vacas magras
Uma recepção para 200 pessoas requer um investimento médio de R$ 12 a R$ 15 mil. Alguns noivos preferem usar esse dinheiro na viagem de lua-de-mel ou mesmo para investir na construção da casa nova. Se você optar por fazer o mesmo ou, por qualquer razão, não puder organizar uma festa, ofereça apenas um bolo com champanhe no salão da igreja, após a cerimônia religiosa. É uma alternativa simples mas de muito bom gosto.

Brunch e Finger Food

Seja no meio da manhã ou à tardinha, brunch é o mais indicado, principalmente se for uma cerimônia simples, com uma lista de convidados reduzida e somente a celebração do casamento civil. 

No fim da tarde ou início da noite indica-se  banquetes informais ou à americana, com um coquetel montado. A forma de montar os alimentos é baseada no conceito finger food, que significa “alimento para ser comido com as mãos”. Faca e garfo são pouco usados, o que auxilia na hora de comer são guardanapos, palinetes, colheres grandes, copinhos, cumbuquinhas, tacinhas e até outros alimentos com a função de base. São servidas entradas frias, como, salada, couscous e canapés ficam dispostos em uma mesa super decorada. Já os pratos quentes: bruschettas, risotos, quiches e batatas recheadas podem entrar no “sistema de desfile”, ou seja, em uma proposta de coquetel volante

Outras alternativas para festas informais são os jantares temáticos, principalmente de comida japonesa, repleta de bolinhos - hossomakis e uramakis, enroladinhos à base de alga, arroz, legumes ou peixes. O que também combina são nachos, tacos e tortillas da culinária mexicana.

Na maioria das vezes, as pessoas ficam em pé. Algumas mesas e cadeiras de apoio estão espalhadas no salão para alguns convidados, o que garante um bom espaço para todos circularem a vontade. “Mas se a maioria dos convidados forem pessoas de idade e mais tradicionais, essa proposta deve mudar”.

Buffet de Pratos Quentes

Caso as pessoas gostem de sentar-se à mesa, o serviço meio-formais ou à franco-americana, com um buffet de pratos quentes deve entrar em cena. A entrada, na maioria das vezes uma salada, é servida montada em pratinhos. Em grandes mesas espalhadas pelo salão permanecem guarnições, entre elas, risotos, legumes grelhados ou batatas, e ainda uma carne vermelha com branca ou peixe.

Por fim, há ainda jantares formais ou à francesa, com o menu clássico: um coquetel para recepção e drinques com champanhe, uma entrada fria servida com um vinho leve; uma carne e um acompanhamento com vinho seco para o prato principal; sobremesas e a famosa mesinha para o fim da festa, com cafezinho, chá, petit fours e algumas opções de licores. Entretanto, ressaltamos que muitos casais já deixam esse serviço de lado. “Se encaixa melhor em um jantar de negócios, onde todos devem ficar à mesa. Não é o caso de um casamento. Quero que todos os convidados saboreiem comidinhas gostosas e se divirtam na pista de dança”. 

Docinhos

A mesa de docinhos merece uma atenção à parte. Considerada o “ponto turístico” da festa, ela está cada vez mais sofisticada e repleta de detalhes na decoração: espelhos, vidros, cerâmica, cristal e flores. Com formatos diversos, os docinhos estão menores e são embrulhados em caixinhas decoradas ou forminhas super coloridas. “Dos glaçados só o famoso camafeu ainda permanece.

Bolo e Bem-casado

Em um casamento, o bolo enfeitado com noivinhos é como o vestido da noiva e o buquê, nunca pode faltar. Faz parte do ritual brindar com champanhe e cortar um pedaço, mesmo que o bolo seja apenas cenográfico. Muita gente ainda nem chega a servi-lo e opta por oferecer mini-bolinhos como lembrancinha. Mas ainda o famoso bem-casado ainda é a coqueluche das festas.

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, ARMACAO DE BUZIOS, GERIBA, Mulher
    Visitante número: